(54) 99927-9800 / (54) 99927-9800
0
R$: 0,00
    Total: R$ 0,00

    Guia de estilos RS Beer

    Esse guia irá te ajudar a escolher as cervejas para você adquirir em nosso site. É muito útil para pessoas que estão descobrindo o mundo das cervejas artesanais, pois vamos lhe ajudar a escolher os estilos mais adequados ao seu nível de conhecimento cervejeiro.

    Ao pesquisar um cerveja em nosso site fique atento ao estilo e também as suas características.


    Na RS Beer informamos, para a maioria dos rótulos, 3 características:
     


    AMARGOR: Medido em IBU, quando maior o valor mais amarga, ou lupulada, é a cerveja. A escala do IBU inicia em ZERO e vai até 120. Como comparação, as cervejas comuns (Brahma, Skol, etc) possuem IBU em torno de 10.


    TEOR: É o teor alcoólico da cerveja. Alguns estilos possuem teor abaixo de 4%, enquanto estilos mais complexos chegam a ultrapassar os 10%.


    COLORAÇÃO: A cor da cerveja varia de acordo com malte utilizado. Na RS Beer utilizamos a escala EBC. Quanto maior a numeração mais escura é a cerveja. EBC menor que 20 significa que a cerveja é clara e maior que 21 a cerveja é considerada escura. As cervejas mais escuras possuem EBC próximo a 100.

     

    ESTILOS - CLASSIFICAÇÃO RS BEER

    Na Rs Beer classificamos os estilos das cervejas em 5 grupos principais: Leves, Maltadas, Lupuladas, Maltadas torradas e Maltadas complexas. A seguir listamos os 5 grupos, assim como o resumo de cada estilo, e sugerimos qual é o nível de conhecimento cervejeiro necessário para você provar os estilos de cada grupo.

     

    ESTILO > LEVES

    As cervejas leves são as mais indicadas para quem está iniciando o consumo das cervejas artesanais. Possuem alto drinkability, ou seja, são fáceis de beber. Não são muito amargas, nem muito fortes, e possuem grau alcoólico médio/baixo.


    Pilsner / Lager: No Brasil existe uma grande "confusão" causada pelos grandes fabricantes de cerveja. Em algum momento, as cervejas comerciais (Brahma,Skol, etc..) foram rotuladas como "Pilsen", mas na verdade elas são do estilo American Lager. O estilo Pilsner original é de uma região da Republica Tcheca e possui amargor mais acentuado que as que encontramos aqui no Brasil. Portanto as cervejas Brasileiras e Gaúchas do estilo Pilsner possuem como características o baixo amargor, baixo grau alcoólico e são fáceis de beber.


    Weiss: A Weissbier,  Weizenbier, ou simplesmente Weiss é uma tradicional cerveja alemã em que contém pelo menos 50% de malte de trigo e o restante é composto por malte de cevada. São refrescantes, leves, aromáticas e possuem baixo amargor.


    Witbier: Estilo tradicionalmente produzido na Bélgica com cevada e maltes de trigo, é uma cerveja branca, leve, cítrica e refrescante, sendo muito consumida no verão. Possui baixo amargor, baixo teor alcoólico e geralmente são utilizadas especiarias para conferir sabor e aroma diferenciados.


    Blond Ale: Estilo típico belga, apresenta coloração dourada, aromas frutados e final seco. É leve, refrescante, pouco amarga, geralmente de grau alcoólico baixo, refrescante e muito saborosa. Algumas cervejarias adicionam malte de trigo nessa receita.


    Helles: A Munich Helles, ou simplesmente Helles, apresenta algumas características típicas, como a coloração amarelo clara e amargor suave. É um estilo alemão que surgiu para competir com a Pilsner. Cerveja fácil de beber, muito refrescante e saborosa.


    Export: O estilo Export possui equilíbrio entre o malte e lúpulo utilizados, conferindo a sensação adocicada do malte e com uma dose maior de amargor quando comparamos com as Pilsners brasileiras. Sua cor é dourada e tem espuma espuma bem consistente.


    Gose - Sour Ale: As Sour Ales possuem processos de fabricação e ingredientes bem diferentes dos tradicionais. São utilizados fermentos e bactérias lácticas no processo que são responsáveis pelo sabor azedo da bebida. O estilo Gose também é conhecido como cerveja salgada, pois adiciona-se sal de cozinha. É elaborada com pelo menos 50% de malte de trigo e não é filtrada. Geralmente há adição de frutas que fazem contraste com os sabores salgado e azedo da receita original.


    Altbier:  Estilo alemão que possui tempo de maturação mais longo. Se caracteriza por ter a coloração cobre e que realça a cerveja, é pouco gaseificada e tem combinação equilibrada entre lúpulo e malte, conferindo aromas tostados.

     

    ESTILO > MALTADAS

    As cervejas maltadas, como o nome já diz, tem o malte como ator principal. Os lúpulos estão presentes apenas para equilibrar a receita, ou seja, são pouco amargas. Apresentam aromas e sabores diversos, algumas levemente adocicadas. Importante citar que todas as cervejas levam malte na sua composição, portanto todas as cervejas dos estilos leves também são maltadas.

     

    Amber: Este estilo têm presença marcante do caramelo e do sabor tostado proveniente do malte. Sua cor é cobre-avermelhado, pouco amarga, pouco doce e fácil de beber.


    Red Ale: A Red Ale ou Irish Red Ale é um estilo Irlandês de cervejas avermelhadas, de início adocicado com presença marcante dos sabores primários do malte, tostados, abiscoitados e caramelizados.


    Scottish Ale: Estilo Escocês que explora os aromas e sabores de caramelo, tostado e toffee. Os lúpulos entram apenas para equilibrar o dulçor da cerveja, entregando pouco amargor à bebida. Neste estilo as cervejas com maior teor alcoólico (acima de 6,5%) são chamadas de Strong Scotch Ale ou Wee Heavy.


    Belgian Pale Ale: É uma ale belga moderadamente maltada e de cor acobreada. É um pouco menos agressiva do que muitas outras cervejas belgas. O malte utilizado lembra biscoito com um leve tostado e o sabor frutado é perceptível e complementar aos maltes usados. O nível de amargor é geralmente moderado.


    Belgian Wheat Ale: Estilo belga de trigo com aromas frutados,  presença de notas maltadas e suaves toques que remetem a fermento. Uma cerveja refrescante e fácil de beber. 


    Oktoberfest: Também conhecida como Marzen, foi criada para atender a demanda da tradicional festa de Munique. É uma lager âmbar elegante, maltada com sabor limpo e pouco amargor. 


    Vienna Lager: Estilo Austríaco, é uma cerveja muito similar ao estilo Oktoberfest, porém menos intensa. Possui um bom equilíbrio entre o malte e o amargor, tem cor âmbar com notas avermelhadas.

     

    ESTILO > LUPULADAS

    As cervejas lupuladas tem o lúpulo como ingrediente principal. Ele é responsável pelo amargor da cerveja, e também confere uma grande diversidade de aromas e sabores de acordo com a origem dos lúpulos. Se você não está acostumado com cervejas amargas sugerimos iniciar pelos estilos Bohemian Pilsner, American Pale Ale e Session Pale Ale.

     

    Bohemian Pilsner: O estilo Bohemian Pilsner é o estilo original "Pilsen". Na nossa classificação consideramos ela como lupulada, pois seu amargor é muito maior do que a Pilsen brasileira. É uma cerveja dourada, com aromas maltados e notas florais dos lúpulos da Boêmia. O estilo German Pilsner é uma versão mais clara e seca da receita original da Bohemian Pilsner.


    Session Pale Ale: O prefixo Session é utilizado para indicar que trata-se de uma versão menos intensa (em especial, menos encorpada e alcoólica) de um determinado estilo. Na nossa classificação agrupamos a Session Pale Ale e a Session IPA. São refrescantes, com aromas intensos de lúpulos cítricos e frutados, tendo condições de agradar tanto a paladares mais avançados, quanto aos iniciantes.


    American Pale Ale (APA): Em geral, as cervejas desse estilo são pouco encorpadas, com teor alcoólico em torno de 5% e não chegam a ser extremamente amargas. A presença de aromas cítricos, provenientes do lúpulos americanos utilizados, é um ponto forte do estilo. É uma cerveja leve, refrescante e fácil de beber para quem aprecia as características desse estilo.


    ​India Pale Ale (IPA): Para preservar a cerveja na viagem da Inglaterra para as Índias no séciulo XVIII, os ingleses elevaram o teor alcoólico das Pale Ales e adicionaram mais lúpulo (que além do amargor também é bacterostático). Atualmente o estilo é basicamente dividido em dois: A English IPA, que é a IPA original, usa lúpulos ingleses que apresentam características mais terrosas e herbais. O estilo mais difundido nos dias de hoje é a American IPA, que se diferencia do estilo original pela utilização de lúpulos americanos, que possuem aromas cítricos.


    Double/Imperial IPA: Nesse estilo, a IPA é levada ao próximo nível. Todas as características da IPA são aumentados. O aroma, amargor, corpo e álcool são extremos.


    New England IPA: Este estilo possui uma diferença marcante das demais cervejas IPAs. A preocupação maior é com a explosão de aromas e não o amargor. São bem macias e cremosas, devido à adição de aveia, fazendo que com o álcool e o amargor fiquem em harmonia.

     

    ESTILO > MALTADAS TORRADAS

    Nessa classificação os estilos abaixo utilizam maltes torrados ou defumados na sua composição. São cervejas escuras, com baixo amargor, algumas encorpadas, outras mais secas, cada estilo com sua característica peculiar.

     

    Stout: Cerveja Ale produzida com bastante malte torrado, possui sabor tostado e uma cor muito escura, que é a característica mais marcante desse estilo. Notas de café e cacau são as protagonistas desse estilo. As Stouts são subdivididas em diversos estilos (Dry Stout, Outmeal Stout, Russian Imperian Stout, entre outros) e são muito utilizadas em harmonizações.


    Dunkel: Considerada a original Dark Lager da Europa, o estilo Dunkel possui coloração marrom escura e seu malte Munich dá a ela um doce amargor e notas de chocolate, caramelo e nozes.


    Porter: O estilo Porter é o "pai" das Stouts, são cervejas parecidas. As Stouts tendem a ser mais amargas e secas, enquanto as Porters são mais frutadas e achocolatadas.


    Dark Lager: Estilo do tipo Lager que utiliza maltes torrados, porém são menos aromáticas que as cervejas escuras do tipo Ale (Stout/Porter).


    Bock: O estilo Bock surgiu na Alemanha e possui cor muito escura, com destaque para o sabor doce e pesado do malte e é bem encorpada. Podem ser utilizados maltes de trigo (Weizenbock) ou de cevada.


    Rauchbier: A Rauchbier é produzida com maltes defumados. Antigamente todas as cervejas eram Rauchbier pois para a produção do malte o grão também era seco num processo semelhante àquele utilizado na produção de chá defumado mediante um forno a lenha aberto.

     

    ESTILO > MALTADAS COMPLEXAS

    Nessa classificação os estilos abaixo possuem características complexas, como o alto teor alcoólico, envelhecimento e técnicas Trapistas.

     

    Barley Wine: A Barley Wine é uma cerveja licorosa, frutada e com alto teor alcoólico devido ao processo de envelhecimento em barril, etapa importante para criar um aroma complexo e sabor frutado.


    Belgian Dubbel: estilo Trapista de profunda cor vermelha acobreada, moderadamente forte, maltada, complexa, com ricos sabores de malte, ésteres de frutas escuras ou secas e leve álcool, mesclados juntos em uma apresentação que, embora maltado, tem um final bastante seco.


    Belgian Tripel: estilo Trapista um pouco condimentada, seca e forte, com um agradável sabor arredondado de malte e um amargor firme. Muito aromática, com notas condimentadas e frutadas.


    Dark Strong Ale: são cervejas adocicadas e complexas no sabor e também possuem aromas com várias nuances interessantes e alto teor alcoólico.


    Doppelbock: O estilo Bock surgiu na Alemanha e possui cor muito escura, sabor doce e pesado e é bem encorpada. Versões mais fortes da Bock (teor acima de 7,5%) são chamadas Doppelbock. Ela é extremamente encorpada, sua cor vai do dourado-escuro ao marrom-escuríssimo, com amargor equilibrado.


    Saison:  São cervejas com alta carbonatação e efervescentes, com teor alcoólico de médio para alto e final seco e ácido. O fermento é um dos atores principais na sua receita, criando uma cerveja com característica picante. O amargor é baixo, o que a torna bem menos intensa que outros estilos belgas.

    Produto adicionado com sucesso Estoque insuficiente